Vital Saude Ocupacional
Av. Rio Branco 156, Sala 809 Centro – Rio de Janeiro RJ. – CEP 20040-003
Av. das Americas 500, bloco 20 – loja 130 Barra da Tijuca – Shopping Downtown - RJ. – CEP 22640-100
Tels.: (21) 3503-8300 / 3503-8333 – Fax.: (21) 3503-8310
E-mail: comercial@vitalsaudeocupacional.com.br
Skype: vitalsaudeocupacional

Ergonomia

Laudo Técnico de Condições Ergonômicas

ANALISE ERGONOMICA DO TRABALHO
Considerando a evolução das relações e métodos de trabalho, dos avanços da tecnologia, a Portaria Nº3.751,de 23 de novembro de 1990 que alterou a Norma Regulamentadora referente à Ergonomia NR-17. Como as demais Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho. A NR-17 estabelece parâmetros para permitir a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, baseada na legislação supracitada, de modo a proporcionar um máximo conforto, segurança e desempenho eficiente.
Na avaliação das condições de trabalho. Segundo a NR-17, devem estar incluídos no mínimo aspectos relacionados ao levantamento, transporte e descarga de materiais, ao mobiliário, aos equipamentos e às condições ambientais do posto de trabalho e à organização do trabalho.
OBJETIVOS
Todas as análises seguirão as disposições da Norma Regulamentadora de Número 17 (NR-17). A ação ergonômica permitirá a indicação e eleição para adequação dos postos de trabalho, equipamentos e dispositivos, por um lado, e da organização do trabalho, seus procedimentos e normas, por outro.
O objetivo básico do serviço será levantar problemas e disfunções ergonômicas dos postos de trabalho de acordo com grupos homogêneos de exposição (GHE) e elaborar um parecer ergonômico de acordo com a NR-17; priorizar as futuras intervenções classificando-as em: de curto, médio e longo prazo, e acompanhar a implementação do trabalho.

Atualmente o alto índice de lesão por esforço repetitivo vem causando um grande impacto na sociedade em geral, vários são os números de colaboradores atingidos pelas lesões ocupacionais.
Paralelamente a esse fato, o Ministério do Trabalho e do Emprego vem realizando varias intervenções nas empresas a fim de melhorar a qualidade de vida dos colaboradores. Nestas intervenções o principal objetivo é exigir que as empresas cumpram os estatutos da NR – 17, Norma Regulamentadora referente a Ergonomia.
De acordo com a NR -17: 17.1.2. Para avaliar a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, cabe ao empregador realizar a análise ergonômica do trabalho, devendo a mesma abordar, no mínimo, as condições de trabalho conforme estabelecido nesta Norma Regulamentadora.
O Laudo Ergonômico tem à finalidade de estabelecer parâmetros visando adaptar as condições de trabalho as características psicofisiológicas dos trabalhadores, seu desenvolvimento consta de:

  • Estudo detalhado dos processos utilizados no desenvolvimento das atividades;
  • Avaliação do mobiliário e equipamentos;
  • Aferição e análise das condições ambientais dos locais de trabalho;
  • Implantação de medidas de controle;
  • Treinamentos e cursos sobre ergonomia;
  • Avaliações qualitativa e quantitativa dos riscos;
  • Recomendações técnicas para melhoria das condições de trabalho.

  • Gerenciamento Ergonômico

    Conjunto de atitudes que englobam o laudo ergonômico acima descrito, atendimento ambulatorial e acompanhamento dos serviços prestados mensalmente, além de todos os treinamentos citados para a manutenção do programa de acordo com a legislação vigente.

    Prevenção da Ler/Dort

    Sigla mais comumente utilizada atualmente em relação as doenças ocupacionais.
    A primeira significa Lesões por Esforço Repetitivo. Relaciona – se principalmente a níveis elevados de produção causando disfunções nos colaboradores.
    A segunda significa Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho. Basicamente relaciona – se as doenças adquiridas no posto de trabalho com relação a função exercida.
    Na verdade existem algumas diferenças entre as mesmas que podem ser discutidas posteriormente.
    Os trabalhadores normalmente estão expostos a fatores de riscos que podem ser:

  • Movimentos repetitivos;
  • Força;
  • Postura inadequada;
  • Falta de flexibilidade;
  • Esforço muscular estático;
  • Problemas emocionais.
  • Não sendo via de regra, mas as doenças ocupacionais, na maioria das vezes, trazem uma associação desses itens acima como sendo suas principais causas.

    Assessoria em Processos Judiciais

    Desenvolvimento junto ao departamento jurídico de estabelecimento de nexo causal em processos relacionados a doenças ocupacionais.
    Disponibilidade para dar suporte técnico em perícias de doenças ocupacionais.

    Cinesioterapia Laboral (GINÁSTICA LABORAL)

    É a principal ferramenta utilizada hoje em dia em termos de prevenção e promoção da qualidade de vida entre as principais empresas, qualquer que seja o ramo que esta siga.
    Hoje em dia cada vez mais empresas vêm aderindo e com sucesso a programas que visam a melhora do bem estar e qualidade de vida de seus funcionários, onde neste aspecto todos saem ganhando . Para a empresa consegue-se uma maior integração entre as equipes o que permite uma realização pessoal intensa por parte do trabalhador. Aos funcionários os principais efeitos são alivio do stress do trabalho, promove saúde e consciência corporal e todos os benefícios do exercício físico.

    Treinamentos em Geral

  • Manuseio de Carga
  • De acordo com a NR – 17, neste subitem: 17.2.3. Todo trabalhador designado para o transporte manual regular de cargas, que não as leves, deve receber treinamento ou instruções satisfatórias quanto aos métodos de trabalho que deverá utilizar, com vistas a salvaguardar sua saúde e prevenir acidentes. (117.002-3 / I2)

  • Posturas Durante o Trabalho
  • Instruções aos colaboradores sobre o modo correto que os mesmos devem se portar durante toda jornada de trabalho.
    Medidas relacionadas a postura podem trazer melhor rentabilidade para a empresa, diminuição de custos com afastamento e diminuição de queixas e procura ambulatorial.

  • Doenças Ocupacionais e Doença do Trabalho
  • Esse treinamento tem como principal objetivo esclarecer e estabelecer noções básicas aos colaboradores sobre as principais patologias que podem acometê-los durante sua jornada de trabalho.
    Saber qual risco que estará exposto durante o trabalho para prevenção de futuras lesões que poderão ser irreversíveis.

  • Conscientização e Elaboração de um Programa de Cinesioterapia Laboral
  • Trata-se de instruções básicas a líderes, encarregados, gerentes e até mesmo colaboradores em geral sobre benefícios do programa de exercícios preventivos.
    E usada uma linguagem diferente de abordagem para cada classe a ser treinada com diferentes técnicas, linguagens e objetivos.

    Controle Estatístico de Doenças
    Técnicas para aquisição de dados para controle do numero de atestados relacionados a doenças dentro da empresa.

    Noções Básicas de Ergonomia
    Trata-se de instruções básicas a todos os níveis hierárquicos da empresa para melhor conscientização dos mesmos em relação a postos de trabalho e suas melhores condições. Associando ainda essas melhoras, o aumento de produtividade tanto na parte do empregado quanto na parte do empregador.

    Elaboração de Avaliação Ergonômica

    A avaliação ergonômica destina-se a atender o prescrito na Norma Regulamentadora NR-17 da Portaria nº 3.214/78 e tendo como finalidade reduzir as exigências biomecânicas e cognitivas, visando o conforto do trabalhador na realização de suas atividades, tendo como principais linhas de atuação, as condições do meio ambiente do trabalho, a antropometria e a organização ao trabalho, resultando em propostas para redução gradativa de situações de trabalho causadoras de dor, desconforto, dificuldade e fadiga excessiva no trabalho.


    Voltar para página de serviços >>